Minhas dicas de Buenos Aires

Post especial para a amiga Liege :-)

Buenos Aires, pelo menos para os que estão no sul do Brasil, é a forma mais rápida de “sentir-se na Europa”. Arquitetura muito bem preservada, bairros que convidam a uma prazerosa caminhada, bons restaurantes, cafés deliciosos e vinhos… Ah, os vinhos! Grandes malbecs com aquele convidativo preço de vinho nacional!

A capital argentina é especialmente agradável de ser visitada nos meses de maio e setembro (bom ficar de olho nos feriados de 1 de maio e 7 de setembro), quando as temperaturas estão mais amenas. Os mais corajosos ou aqueles que apreciam um frio pra valer, podem aventurar-se na temporada invernal – mas não se esqueçam de levar casacos pesados! A seguir algumas dicas sortidas do que fazer por lá, incluindo algumas atrações turísticas básicas.

Para o sábado, sugiro almoçar no Puerto Madero, onde é possível encontrar um bom restaurante e conhecer o prato mais típico da região, o bife de chorizo. Boas opções: Las Lilas e El Potrillo. Se estiver com dúvidas quando chegar a carta de vinhos, escolha um malbec destes sem pestanejar: Pulenta, Escorihuela Gascon, Luigi Bosca, Colomé, Zuccardi, Catena, Humberto Canale.

20130514-212847.jpg Cabaña Las Lilas

Após o almoço, um bom programa é caminhar despretensiosamente por entre as charmosas ruas dos bairros da Recoleta ou Palermo. Caso esbarre numa sorveteria Freddo no meio do caminho, não se acanhe: delicie-se com um helado de dulce de leche. Caso o encontro fortuito tenha sido com uma loja Havanna, melhor ainda: aproveite o café para degustar um alfajor ou um havannet!

20130514-211430.jpg Café no Havanna

Programa noturno imprescindível na capital portenha é assistir a um espetáculo de tango ou milonga. O Señor Tango é, sem dúvida, o mais tradicional e com o espetáculo mais hollywoodiano. Outra opção é o Rojo Tango – um pouco caro, mas muito bom!

20130514-212931.jpg Señor Tango

O domingo pode ser aproveitado para conhecer a Plaza de Mayo, a Casa Rosada e a Feira de San Telmo, que começa na Calle Defensa e se estende até a Plaza do Dorrego. A Feira de Santelmo acontece todos os domingos, das 10h às 18h e oferece um festival de antiguidades e cacarecos, além de artistas tocando e dançando tango no meio da rua. Dali é possível pegar um taxi e ir até à Boca, bairro pitoresco com suas casinhas coloridas (Caminito) e o emblemático estádio da Bombonera.

20130514-213031.jpg Caminito

Outros locais que valem a visita são a livraria El Ateneo Grand Esplendid (Avenida Santa Fe com Callao), considerada uma das mais belas do mundo, e o centenário Café Tortoni (Avenida de Mayo com Suipacha). Dentro do Tortoni acontecem, em determinadas horas do dia, apresentações de milongas, no pequeno espaço ao fundo do café. Se tiver tempo e disposição, o zoo da cidade também é interessante.

20130514-213211.jpg Livraria El Ateneo

Excelente pedida para a noite é ir até a região de Las Cañitas (em Palermo, nas imediações da Calle Báez), onde as há diversas opções gastronômicas entre bares e restaurantes. Na recoleta, o bar Locos por el Futbol promete estar especialmente animado (e lotado) se estiver passando um jogo do Boca Juniors ou do River Plate. Para os que preferem um pub: o The Kilkenny (Marcelo de Alvear com Reconquista) tem a franquia da cerveja irlandesa Guinness.

Caso queira uma noite mais animada, a cidade não deixará a desejar! Há diversos clubs na cidade, mas tem que ter disposição, pois a “noite” começa após as 2 da manhã. Convém informar-se sobre o endereço que está “na moda”: Pacha, Crobar, Asia de Cuba etc. Este último também atende como restaurante para jantar, convém reservar com antecedência.

20130514-215437.jpg Bistro Novecento, em Las Cañitas

Para compras, vá até às lojas da Florida, a calle peatonal do centrão, às Galerías Pacífico, com suas lojas sofisticadas e belíssima arquitetura, e aos shoppings Abasto e Patio Bullrich. Recomendo também entrar em um bom supermercado na cidade e conhecer sua adega, que certamente surpreenderá pela variedade e qualidade dos vinhos comercializados.

20130514-214432.jpgGalerías Pacífico

Com relação ao sistema de transporte: a cidade é de fácil locomoção e o sistema de metrô é bom, vale a pena usá-lo. Sempre que utilizar taxi, fique atento, pois alguns têm o “dom” de fazer desaparecer as notas ou transformá-las em falsas.

Caso disponha de um dia extra, recomendo pegar um Buquebus do Puerto Madero e em uma hora chegar em Colonia del Sacramento, no hermano Uruguai. A cidade histórica é reconhecida pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Desde sua fundação, em 1680, o local passou de domínio português ao domínio espanhol várias vezes até a Declaração de Independência em 1825. Dos diversos anos de disputas e guerras pela dominação, o que restou é uma arquitetura muito interessante: meio portuguesa-meio espanhola. As duas dicas mais importantes que deixo são: (i) não almoce no esquema “city tour”, pois há diversos restaurantes encantadores espalhados pela pitoresca Colonia e (ii) alugue um carrinho de golf (não esqueça de levar a carteira de motorista, pode ser a brasileira) para se locomover por entre as ruelas tombadas – além de agilidade, garanto muita diversão.

Dentre os restaurantes, vi boas recomendações do El buen suspiro, La casa de Jorge Paez Vilaró e Meson de la plaza.

20130514-222243.jpg Calle de los Suspiros, em Colonia

20130514-222405.jpg Bela Colonia!

Por fim, deixo com vocês as dicas profissionais! As mais que completas do Ricardo Freire estão aqui. E as especiais do Túlio Bragança, que mora em BsAs, estão aqui.

Boa viagem!

Anúncios

8 comentários sobre “Minhas dicas de Buenos Aires

  1. Liege disse:

    Amei! Muito obrigada! Prometo, ao final da viagem, responder sobre os lugares que visitei, talvez alguma descoberta… Preparando-me agora para passar frio (e a baiana aqui congela aos 18ºC!rs

    Curtir

  2. Olá! Conheci teu blog por intermédio da Marliange! Adorei! Vou passar sempre por aqui! Somos parentes de longe, minha mãe (Ivonete) é irmã do Tio Florduardo. Buenos Aires foi minha primeira viagem fora do Brasil e pretendo voltar lá. Beijos!

    Curtir

  3. Fabíola disse:

    Xarááá!
    Tô pra te mandar a dica do restaurante em Bs.As. há tempos!
    Segue:
    MISHIGUENE – Cocina de Inmigrantes
    Lafinur, 3368, Palermo
    Email: info@mishiguene.com
    Reservas: 39690764
    Site: mishiguene.com

    Fica bem próximo ao Jardim Japonês.
    Foi a melhor surpresa da viagem.
    Super recomendo!!!

    Bjão

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s