Minhas dicas do Algarve

Posts relacionados:

Organizando uma viagem ao Algarve e Alentejo.

Minhas dicas do Alentejo.

Minhas dicas de Lisboa.

O Algarve é a região mais sul de Portugal, dominada por paisagens litorâneas com belas falésias – praias muito diferentes do que estamos habituados aqui no Brasil – onde as águas são tranquilas e frias.

Quando ir ao Algarve? Por ser uma região litorânea, o Algarve é muito visitado durante o alto verão europeu (julho-agosto). Nós fomos no final de agosto, época em que as temperaturas ainda são bastante altas durante o dia (30-35 graus), mas à noite o clima é bastante agradável (20-25 graus).

Quantos dias ficar no Algarve? Ficamos 3 noites e achamos bem adequado. Se tivéssemos 1 noite a mais teríamos explorado também a região de Faro e Tavira, mais ao leste do Algarve.

Onde ficar no Algarve? Escolhemos a cidade de Lagos como base e não nos arrependemos. É uma cidade pequena, mas com várias opções de hotéis e resorts, tem uma marina belíssima e boas opções para a noite (cafés, restaurantes, bares, lojas etc). De Lagos até às outras vilas praianas leva-se cerca de 30 min a 1 hora, por estradas de alta qualidade e muito bem sinalizadas. Nós ficamos no Hotel Marina Rio, um bom hotel (embora não mereça as 4 estrelas que recebe): quarto amplo com vista para a marina, café da manhã bem completo e um serviço muito cortês. O hotel tem excelente localização, pois fica a 5 minutos de caminhada até o centrinho de Lagos, e ainda conta com um amplo estacionamento público (pago) ao lado e em frente.

Antes de decidirmos pelo Marina Rio, pesquisamos bastante. Vimos que em Lagos há excelentes opções de hoteis no estilo resort, mas que ficam longe do centrinho, como o Cascade Wellness e o Belmar Spa Beach Hotel. Outra opção que gostamos muito foi o Marina Club Lagos, que fica na marina, pertinho do Marina Rio, e segue o conceito de equipamentos equipados – desistimos pois o preço estava um pouco salgado para a época que viajamos. Se a ideia for um hotelzinho boutique, o Vila Valverde e o Quinta Bonita são muito interessantes.

Como se locomover no Algarve? Nós locamos um carro em Lisboa e dirigimos 300km pela A2 até chegar a Lagos. O carro é essencial por lá, pois as praias são relativamente distantes umas das outras. Sobre alugar ou não um GPS, sou sempre mais favorável a adquirir um chip de celular (comprei o da MEO, por 10 euros) e carregá-lo com algum plano de internet (7 a 15 euros). Dessa forma, o Google Maps não deixa você em apuros na estrada e, de quebra, tem o amigo Google pra ajudar a pesquisar tudo na viagem.

Quais os programas imperdíveis no Algarve?

1. Conhecer as praias é um must, claro! O litoral de 200km tem praias para todos os gostos – seguem alguns destaques… Na região de Lagos: Praia Dona Ana (figura entre as mais belas do mundo), Praia do Camilo e Ponta da Piedade (só para ver lá de cima). Entre Lagos e Portimão, a Prainha (onde fica o restaurante Caniço). Na região de Carvoeiro: Praia de Carvoeiro (uma gracinha!), Praia de Benagil, Praia do Carvalho e Praia da Marinha. Entre Armação de Pera e Albufeira: Praia do Evaristo e Praia da Coelha. E assim por diante… As praias são mais ou menos parecidas, sempre aquela falésia imensa e a praia lá embaixo!

IMG_3061.JPG Praia do Camilo

IMG_3680.JPG Praia Dona Ana – são sempre muitas escadas, haja fôlego!

IMG_3676.JPG Praia Dona Ana, de outro ângulo

IMG_3682.JPG Ponta da Piedade

IMG_3686.JPG Carvoeiro, uma vilinha linda!

2. Passeio de barco pelas grutas marinhas – programa obrigatório! Embarcamos em Carvoeiro para um passeio de 90 minutos (25 euros por pessoa). O passeio foi de Carvoeiro até a Praia da Marinha, e vimos cerca de 20 grutas diferentes, sempre sem descer do barco. A mais impressionante, sem dúvida, é a gruta de Benagil. Ficamos com tanta vontade de descer que no dia seguinte voltamos e fizemos um passeio de caiaque!

IMG_3684.JPG O Farol de Alfanzina, visto do barco

IMG_3679.JPG São várias cavernas…

IMG_2994.JPG Mas o ponto alto é a de Benagil!

IMG_2954.JPG Praia da Marinha

IMG_2893.JPG Muito amor por essas grutas marinhas do Algarve!

3. Passeio de caiaque até a gruta de Benagil. Remamos por 5 minutos desde a Praia de Benagil até a gruta e lá ficamos curtindo a incrível energia dessa maravilha natural. Uma hora de caiaque para 2 pessoas sai por 25 euros.

IMG_3093.JPG Gruta de Benagil

4. Ver o por do sol no Cabo de São Vicente, que fica a cerca de 40 km de Lagos. Convém verificar a hora exata do por do sol e chegar uns 20 minutos antes, munido de um casaco BEM quentinho – faz frio e a ventania é inacreditável. Além de ser o ponto mais ocidental da Europa, é lá que certamente “o vento faz a curva”! A vista mais bonita fica à esquerda do farol. Antes de chegar lá, vale a pena parar na estrada e conferir a vista magnífica a partir do miradouro da Praia do Beliche.

IMG_3674.JPG Vista da Praia do Beliche

IMG_2819.JPG O sol se pondo no Atlântico, no Cabo de São Vicente

5. Para os mais dispostos, a trilha dos “ 7 Vales Suspensos” que se estende por cerca de 6km, ligando a Praia de Vale Centeanes à Praia da Marinha.

Restaurantes? Em Lagos, recomendamos o Restaurante dos Artistas. Reserve uma mesa no jardim! O serviço é impecável e a comida maravilhosa. Na Prainha, o Restaurante Caniço é uma ótima opção – reserve antes, tanto para o almoço quanto para o sunset (tem DJ nos sunsets). O acesso é por um condomínio de casas (não estranhe), mas é muito bem sinalizado. De frente pra praia, encrustrado nas falésias! Foi lá que comemos um excelente marisco chamado navalhas. Em Carvoeiro, após o passeio de barco, almoçamos muito bem no moderninho Onze.

IMG_3099.JPG Restaurante Caniço

Outros locais que pesquisei, mas não fomos: Restaurante Camilo (na Praia do Camilo), Hotel Bela Vista (em Portimão), Rei das Praias (em Ferragudo, na Praia dos Carneiros), Ocean (que tem 2 estrelas Michelin) e Arte Nautica (ambos no Hotel Vila Vita), Paixa (em Almancil, tem restaurante e um lounge no terraço) e Lounge Zero (pro sunset). Em Lagos vimos boas referência para um bar de jazz chamado Stevie Rays.

Mais algumas dicas aqui, no site oficial do Algarve.

Beijinhos (bem Tuga)!

Créditos das imagens: bemsortido

Anúncios

13 comentários sobre “Minhas dicas do Algarve

  1. Janaina disse:

    Oi adorei as suas dicas, estava programando umas ferias com as minhas filhas para o Algarve e acho que encontrei tudo explicadinho aqui ! adorei tambem o “beijinhos” ( bem tuga!) e isso mesmo… vou “vasculhar’ mais seu blog… kkkk

    Curtir

  2. Debb disse:

    Boa noite ! Adorei o blog ! Quando estamos nos barcos para visitar as grutas está vento ? Acho mesmo que vou fazer a volta de barco, começas se na praia do carvoeiro ?
    Obrigada pelas respostas :)

    Curtir

    • Oi, Debb!
      Não pegamos vento algum durante o passeio de barco para visitar as grutas, foi muito tranquilo! Lembrando que escolhemos um lindo dia de sol… O barco é relativamente pequeno e vai margeando a Costa, justamente para permitir a vista das grutas.
      Sim, embarcamos em Carvoeiro!
      Boa viagem :)

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s