Minhas dicas das cidades históricas de Minas

No último feriadão de Tiradentes aproveitamos para conhecer as cidades históricas de Minas. Além de um passeio muito agradável, essa viagem é um banho de história do Brasil e cultura!

Como eu tive bastante dificuldade em encontrar um roteiro mastigadinho na internet, resolvi apresentar o nosso bem detalhado aqui:


Dia 1 (Sexta): pousamos no aeroporto de Confins à noitepegamos o transfer gratuito do Hotel Super 8Aeroporto (excelente custo-benefício140 reais com café da manhã e transfer) e fomos descansar.


Dia 2 (Sábado): pela manhã pegamos nosso carro no aeroporto (reservado na Avis, que estava com o melhor preço) e rumamos para Ouro Preto. A estrada é boa, são cerca de 140km tranquilamente percorríveis em 2h15. 


Chegamos em Ouro Preto para o almoço e escolhemos o restaurante Casa do Ouvidor, que havia sido bem recomendado. Confesso que o local não surpreendeu, mas foi interessante para conhecer um pouco da tradicional comida mineira.


  

Ouro Preto é toda linda!


Logo depois do almoço contratamos  um dos vários guias que oferecem serviços na Praça Tiradentes para  um passeio: conhecemos as principais igrejas, o Museu da Inconfidência e uma das minas de ouro da cidade. O passeio durou cerca de 2h e garanto que contratar um guia vale muito a pena! Além de aprender muito sobre a história local, é uma forma de fomentar e manter esse tipo de trabalho na cidade.

 

 Arte barroca nas inúmeras igrejas da cidade


Para o jantar escolhemos o agradável terraço do Passo Pizza JazzOutros restaurantes que pesquisei: Bené da Flauta, Barroco e Barraco, Contos de Réis (buffet de comida mineira).


Sobre nossa acomodação em Ouro Preto… Dormimos uma única noite na cidade e escolhemos a Pousada Sinhá Olímpia. Comentários positivos sobre a pousada: bom preço, funcionários muito gentis, quarto limpo, café da manhã caprichado, estacionamento e transfer até a cidade. Pontos negativos: quarto sem ar condicionado e a distância da pousada até o centrinho (como é difícil estacionar no centro, o transfer oferecido pela pousada é super útil). Gosto de ficar pertinho do centro, sem ter que precisar de taxi ou carro pra andar pra lá e pra cá… Se voltar, vou caprichar e escolher uma dessas opções: Pousada Mondego, Hotel Solar do Rosário, Grande Hotel Ouro Preto ou Arcanjo Hotel.


Dia 3 (Domingo): logo cedo fomos a Mariana, que fica a apenas meia hora de Ouro Preto e tem entre suas principais atrações as igrejas Nossa Senhora do Carmo e São Francisco de Assis.

 

Muitas igrejas por metro quadrado em Mariana


De lá rumamos direto para Tiradentes (uma viagem de 170km que leva cerca de 3h em uma estrada tortuosa e esburacada), com uma parada em Congonhas para conhecer  a bela obra de Aleijadinho a céu aberto: os profetas.


 

Em Congonhas, com os profetas esculpidos por Aleijadinho em pedra sabão


Chegamos em Tiradentes já tarde e jantamos no restaurante Pacco e Bacco (muito bom!).


Dia 4 (Segunda): curtimos muito a cidade de Tiradentes, caminhamos, fizemos compras ainda deu tempo para um bate volta a São João Del Rei (que fica a meia hora de Tiradentes).


  

A igreja matriz em São João Del Rei


almoço e o jantar foram em Tiradentes, que tem ótimas opções de restaurantes: almoço no Tragaluz (melhor experiência gastronômica da viagem!!!) e jantar no Atrás da Matriz (ótima pizza). Outras opções de restaurante que pesquisei… Para um jantar mais sofisticado: Theatro da Villa (menu degustação, mais carinho) e Angatu (ambiente lindo e ótimo menu). Se quiser bar & comidinhas: Atelier da cerveja, Entrepot du vin e Bar do Celso. Se a opção for um almoço típico mineiro: Estalagem do Sabor, Pau de Angu e Viradas do Largo.


  

Tiradentes, uma cidade que parou no tempo


  Muita história, arte,  boa comida e escorregões :)

Sobre nossa acomodação em Tiradentesfazia tempo que não errava tão feio na escolhaFicamos na Villa Saint Joseph, a 15km do centrinho de Tiradentes (meia hora de viagem por uma estrada muito ruim). Embora bonita, nova, bem decorada e com uma área externa fantástica, a pousada oferece um combo horroroso aos seus clientes: ausência de ar condicionado + presença (muita!) de mosquitos. Enfim, da próxima escolherei umas dessas opções: Santíssimo Resort, Pequena Tiradentes,  Pousada do Oratório, Pousada Três Portas.

 

Dia 5 (Terça): pé na estrada de volta ao aeroporto de Confins (230km – cerca de  3h30 de viagem).


Resumo da viagem: conhecemos Ouro Preto e Tiradentes. Passamos por Mariana, Congonhas e São João Del Rei (essas três cidades não tem tantos atrativos quanto as duas primeiras, mas valem uma visita rápida).


Pontos altos da viagem: as cidades de Tiradentes (pequenina, pacata e com uma gastronomia fantástica) e Ouro Preto (cidade grande, mas que soube preservar seu conjunto arquitetônico de uma forma admirável). E, claro, os mineiros –  hospitaleiros e que sabem receber como ninguém.


Créditos das imagens: bemsortido

Anúncios

7 comentários sobre “Minhas dicas das cidades históricas de Minas

  1. Regis disse:

    Bila, eu e a Má adoramos fazer esse passeio com vocês. O teu relato da viagem tá perfeito… Detalhado e extremamente coerente. Assinamos embaixo.
    Que venha a próxima viagem.
    Beijos e parabéns.

    Curtir

  2. Angelita disse:

    Querida…. dicas mais que preciosas, dicas muiiiito preciosas rsrsrsrsrs.
    Estarei em Tiradentes de 30/06 a 02/07 (a serviço – mas a noite livre rsrsrsrs) e de 03 a 05/07 (livres) então faremos o roteiro em ordem inversa. OBRIGADA. O Bem Sortido tem facilitado muito a minha vida

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s